E novamente...

By 18:45

Estou aqui. Como se isso fosse novidade e eu já não soubesse. É absurda a frequência com me encontro aqui, sem saber o que escrever, sem saber no que pensar. Estou tão confusa, tão indignada, "de cara" com a vida.
Estou desamparada, sem sabre para onde ir. Hoje estou aqui, mas amanhã já não sei. Sou uma mera existência, um ser imperceptível.
Quase nem percebo o sentido nas palavras, elas flutuam por entre mim. É simplesmente o que eu sinto e nada vai mudar isso.
É tão difícil saber que isso de nada adiantará, porque se as palavras que
aqui escrevo fizessem realmente efeito; algo de bom ou pelo menos diferente tinha de ter acontecido.
Talvez haja algo reservado para mim, e eu insisto na possibilidade de me agarrar à essa alternativa. Se tudo mais o que eu tinha _ou pensava ter_ já não me pertence.
Se eu pudesse escrever minha história, com certeza não daria certo. Pelo simples fato de que mudo instantaneamente. E já teria descrito vários futuros a me aguardar, e não saberia escolher em qual deles embarcar. Espero somente, e apesar de tudo, que nem tudo seja fantasias ou ilusões. Não queria ter de me satisfazer com o insuficiente. Com o que para mim é pouco, é nada. É um mero detalhe de tudo o que eu esperava.
Eu tenho medo. Medo de iludir a mim mesma. Medo de me decepcionar. Medo de algum dia ver que era apenas uma garota e seus sonhos adolescentes. Que não sonhava nada mais do que qualquer outra.
Tenho medo. Medo de sentir medo de desejar aquilo que mais quero. Medo de que alguém cruel e traiçoeiro acabe com minhas fantasias, sonhos, desejos, objetivos...
Tenho medo de estar sonhando, porem se fosse para despertar em uma história melhor que esta em que vivo, aqui estou eu, a disposição de uma nova oportunidade de me infiltrar e fazer parte de uma nova história.
Uma história melhor do que essa!

0 comentários