Cartas para mim: Janeiro

By 10:00 , ,

Janeiro: Uma carta para você no passado, há 10 anos
Olá, antiga eu. Bom, nós temos 8, quase nove anos. Já vai começar a terceira série, hein? E todo mundo já te trata como gente grande, mas eu sei que tu não és. Tente não me ridicularizar como se eu não soubesse quem tu és, ou estivesse falando qualquer asneira, e eu sei que acaba de revirar os olhos com isso, como quem diz “ela acha que com isso me convence”. É, eu sei que não.
Bom, eu tô aqui, dez anos depois, sentada na frente de um notebook que tu ainda nem tem, escrevendo isso. Seria show se a gente pudesse voltar no tempo e tu, que sou eu novinha, pudesse mesmo ler isso. Daria para mudar certas coisas, ficar atenta a outras e fazer algumas exatamente do mesmo jeito. Então vamos lá. Brinque muito. Eu sei que a gente ainda brinca e que ADORA bonecas Barbies, e fique tranquila, guardei todas arrumadas, com o cabelo maravilhoso e a roupa impecável. Você tem uma amiga na terceira série, no início não parece muita coisa, mas depois que ela se mudar para o seu bairro e vocês começarem a passar as tardes juntas, vai sim, ser muita coisa. Tu vai adorar ela, mas daquele teu jeito torto. Seja paciente, mantenha a maior parte das atitudes, só não a deixe ir. Eu sei, até agora não sabemos como foi que a distancia aconteceu, mas o fato é que ela aconteceu e não deve deixar isso acontecer de novo quando forem separadas de turma na quarta série.
No ano seguinte tu vais mudar de escola, conhecer uma galera legal, e outras que: segue a intuição e mantém distância, eu não fiz isso tão cedo quanto gostaria, então faça, logo. Não ouça o que as pessoas dizem sobre você em relação a nada, NADA daquilo ajudou a gente, só retardou nossa experiência de amor próprio, e ela te fez um bem danado. Em casa e com a família está tudo bem. Na sexta série tudo vai ocorrer da forma como deveria e nada muito relevante realmente aconteceu além de esbarrar com amizades maravilhosas e que serão muito duradouras. Mantenha como está e siga em frente.
Na sétima série fará uma amiga maravilhosa, mas a amizade de vocês só vai durar um ano. Parece que a vida tira umas pessoas da gente. É aí, com 13 anos, que vai ler Crepúsculo, o livro que despertará teu gosto pela leitura. Também vai conhecer a série Diários do Vampiro, leia, é realmente boa e totalmente diferente da série, que virá a assistir anos depois. Também vai escrever teu primeiro livro, para uma atividade na escola e se sentirá, finalmente, fazendo a coisa certa.
Aí vem a oitava série. Meu primeiro impulso é dizer: fica longe dele, segue tua intuição, não se deixa levar pelas músicas da Manu Gavassi, em especial, Garoto errado, você vai ouvir muito ela. Mas o que vou dizer é: vai. Faz tudo exatamente igual, ouve aquela música do E.I. que ele dirá lembrar outra pessoa, escreve textos idiotas e sonha acordada. Se joga nesse sentimento novo, porque vale a pena. Não, a gente não encontrou o amor da nossa vida, eu ainda nem sei se ele existe, a gente só encontrou o amor. Vive como viveu, faz da forma que fez. Vai dar frio na barriga, umas atitudes idiotas e todo aquele clichê, mas segue em frente.
Em março desse mesmo ano tu criarás o blog, que será um refúgio no início, somado a tua vontade fervorosa de colocar tudo no papel. Se joga nisso também, ainda temos o blog e parece que está começando a dar certo. Escreve com o coração, não esqueça disso jamais, porque se tem algo de que me orgulho na gente, é isso.
Voltará a ter uma amizade antiga e ela se tornará a tua melhor amiga. Sem segredos. Essa amizade vai durar não muito, mas tão intensamente que vocês vão pensar que é pra sempre. E viva como viveu, foi maravilhoso enquanto durou. O primeiro ano do médio será um misto: amizades em ascensão, união, enfim, é o ano das tuas melhores amizades, então aproveita(e curte muito as festas de 15), borboletas no estômago e coração partido. Não se preocupe, ele logo se recupera. Mas não esqueça de fazer o que eu não fiz: diga o que pensa, grita enquanto há tempo, faz um barraco, escândalo, como quiser chamar. Foda-se o que as pessoas vão falar, faz enquanto pode. Ah, e teremos nossa primeira crise de ansiedade.

Segundo ano será o de transição entre a melhor amiga ainda na tua vida, para o ano em que ela sairá dela. Vai conhecer pessoas legais, aproveitar, e firmar amizades antigas. Tente não brigar tanto com a família, realmente não adianta, nossa mãe não muda de opinião. O terceiro ano te mostrará que as coisas podem durar e doer mais do que o previsto, em relação a tudo. Mas ainda será um ano muito bom, em contraposição às despedidas que ele traz. É teu último ano na escola e as amizades que mantiver firme ali, serão duradouras, cuide delas, por favor, hoje em dia são tua caixinha de segredos, e valem mesmo a pena.
Vai ter uma festa de formatura maravilhosa após enfrentar um ano que durou o mesmo período dos outros, mas parece ter sido um terço deles. Há pessoas que ficarão para trás junto com a escola, mesmo que não queira admitir para si mesma que ainda os leva consigo. Ah, a gente vai morrer de dúvida sobre estudar Jornalismo ou Letras, e tentar muito convencer nossa mãe sobre ir estudar na UFRGS, em Porto Alegre. Ela não vai ceder, mas tente mesmo assim, para poder dizer o bom e velho “eu avisei”. Gostaria de dizer a você sobre qual curso optamos, mas não vou. Decida sozinha, eu sofri para isso e não vou lhe entregar a resposta de mão beijada. De toda a forma, acabaremos fazendo o que amamos: escrevendo. E não quero deixar de mencionar as amizades boas que fará na faculdade, ignore o que não lhe faz bem e abrace quem merece. 
A essa altura nós já temos mais dois livros escritos, um você já não gosta, o outro precisa de revisão, mas tu vives procrastinando. Não posso contar em que trabalhamos, porque senão entrego nosso curso escolhido, e como disse, é uma decisão só tua. Nossa autoconfiança ainda é meio bamba, mas às vezes ela põe um salto e vai, melhore isso, use o salto sempre. A relação com teus pais está boa, e com tua irmã, maravilhosa. Ela continua sendo a tua melhor companhia, mais que isso, amadureceu muito para a idade e te entende uns 90% do tempo. Não se esqueça de agradecer a ela por comprar um livro que nunca virá a ler, chamado A maldição do tigre, que hoje é sua série favorita(nós até estamos lendo outro livro da mesma escritora), é maravilhoso. 
E por fim, quero pedir algumas coisas. Ame quem quiser amar, e beije o dobro. Você terá medo de se jogar nas coisas porque se importa muito com o que as pessoas pensam, começa a mudar isso agora, desde já, no minuto em que terminar de ler esta carta. Isso é uma ordem, e se não me obedecer, vai se prejudicar no futuro. DIGA O QUE TEM A DIZER. Não deixe para amanhã, nem depois, ou mesmo se prive de falar por orgulho. Esse teu orgulho é uma merda e não serve para nada.
Ah, outro conselho valioso: o que tu fizeres na escola, ficará na escola. Então, enjoy! E por fim, se jogue mais nas coisas, e sei que já devo ter pedido isso ao longo da carta, mas é porque você realmente precisa me ouvir, se jogue sempre que sua intuição mandar. E leia Crepúsculo o quanto antes, porque vai despertar teu amor pela leitura, e a gente perdeu anos sem ler. Corre assim que lançar.
E é claro, jamais largue a escrita, teus livros lidos e escritos. Reescreve uma, duas, três vezes. Porque vai dar certo, teu sonho está bem ali, há um passo. Só não vá desistir metros antes. A gente ainda não sabe de nada, e continua tentando achar uma resposta pra tudo. Segue firme, continua transparecendo tranquilidade mesmo quando tua cabeça está um turbilhão e não se esquece de que a gente sempre foi uma bagunça.
Não seria diferente HAHAH


Foto: We heart it

2 comentários

  1. Adorei a última frase da mensagem: Foda-se o que as pessoas vão falar, faz enquanto pode. Ah, e teremos nossa primeira crise de ansiedade.
    Beijinhos
    Jana Nogueira|Fanpage|Instagram|Youtube|

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahah muito obrigada, Jana!
      Beijinhos da Bru!

      Excluir