Sobre amor próprio e outras drogas

By 01:01 , ,

Agora, menina, senta aí, porque o papo é entre a gente.
Eu também já me senti insegura e prestes a desmoronar. Já olhei no espelho e não gostei do que vi, tomei banho de demaquilante e tentei outra vez. Qualquer coisa pra disfarças as imperfeições que pareciam estampadas na minha testa.
Sabe, amiga, todo o mundo passa por essa fase, nem aquela garota popular e que todo mundo idolatra na sua escola, sempre gosta do que está refletido no espelho. E o porquê pra isso é bem simples, menina, a gente vive numa pressão que não dá pra controlar.
Hoje a moda é cabelo ruivo, amanhã platinado e semana que vem já não sei. Hoje você troca seu castanho escuro pelo ruivo, mas amanhã já não serve. Cabelo escorrido é chato, muito cacheado é rebelde, use um meio termo. Saia abaixo do joelho é santa, muito a cima é puta. Sem cor nos lábios é sem graça, vermelho é um pouco vulgar. Se você tem muito peito parece gorda, se não tem é magrela, nos dois casos: malha pra melhorar isso aí. A barriga tá marcando na blusa? Existe academia pra quê, oh preguiçosa?!
É assim mesmo, minha cara. Todas nós passamos por essas pressões(e eles também passam), e se a gente não para e diz CHEGA, a coisa toma proporções estranhas e acaba mudando a gente, ou machucando. A verdade é que é sim, difícil lidar com todo esse pré-julgamento do meio termo perfeito, nem muito nem pouco. E enquanto algumas pessoas são vangloriadas por atingirem o padrão, outras correm atrás da bendita fórmula a vida inteira. Ou se conformam em não conseguir e viver infeliz.
Porque, cá entre nós, amiga, há pessoas que não conseguem se aceitar, se os outros não as aceitarem. E isso é perfeitamente entendível, como viver de boa com a gente com tanto dedo apontado para nossa cara?! Olha, eu também não sabia, mas aprendi. Nós aprendemos uma hora ou outra, menina. Então me faz um favor? Goste de si mesma.
A gente precisa se amar antes de tudo, para as coisas darem certo. Amar a cor e forma dos cabelos, o brilho diferente nos olhos, a grossura da coxa e todo o resto. A gente precisa vestir a roupa que nos faz sentir confortáveis, que nos faça sentir diferente, ou simplesmente LINDA! Veste a roupa que mais gosta e passa aquele batom colorido(que você ama) que tenta evitar. Dá uma volta na frente do espelho e fala pra si mesma, que é assim que vai ser daqui em diante. É isso que vai ser.
Essa pessoa que olha no espelho e gosta do que vê, que vai usar a roupa do tamanho que gostar sem se importar com a barriga saliente ou a suposta falta de peito. Você não deve ser nada que não queira, e precisa entender isso. Precisa aprender a filtrar os comentários maldosos de pessoas que vivem para apontar o dedo. Supera aquele garoto escroto, aquela colega de escola que também não está nos padrões, mas desconta a frustração dela em ti. Deixa de lado, menina, ou ri na cara deles.
Eu vejo você tentando mudar por aquele garoto que gosta, ficando loira porque ele diz preferir lorinhas, malhando sem vontade porque ele vive na academia, deixando de comer aquela batata frita das boas por um brócolis. E nada disso adianta, amiga. Para que alguém possa nos amar, precisamos conseguir fazer isso primeiro.
Então investe nisso, menina, porque o amor mais bonito é aquele que vem de dentro, aquele amor que transborda pela singularidade que existe na gente, e esse amor? Ah, amiga, esse é do tipo que ninguém mais pode te dar.

E amor próprio, menina? Esse sim vicia. 

— Bruna Barp



OBS: O texto em NADA tem a ver com a vida pessoal da autora. A situação e personagens são apenas fictícios. 



Foto: We heart it

24 comentários

  1. Meo Deos! Que texto perfeito! Posso colocá-lo no meu blog, mas com os créditos e divulgação, claro! ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Letícia! Pode sim, se colocar os créditos hahahah E pode me mandar o link do teu blog? Para que eu possa ver?
      Muito obrigada, beijinhos da Bru!

      Excluir
    2. Prontinho: http://nuvemdeafeto.blogspot.com.br/2016/01/sobre-amor-proprio-e-outras-drogas.html

      Excluir
  2. Texto top Bruna , adorei ... está de parabéns !
    Beijos Maitê

    http://maiteaissa.com/

    ResponderExcluir
  3. O post é maravilhoso, eu sempre disse que quem tem gostar somos nós mesmos, não importa a opinião alheia, se te faz bem e não machuca a ninguém que mal tem? As pessoas precisam aprender que não precisa ser aceita, precisamos nos aceitar, e só! Parabéns pelo texto

    http://pinkisnotrose.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, concordo com tudo que disse! E amei a frase "se te faz bem e não machuca a ninguém que mal tem?" Hahahah
      Muito obrigada, beijinhos da Bru!

      Excluir
  4. OMG! Que texto maravilhoso! Eu precisava ler isso sabe? Eu sou do tipo bipolar, hora me aceito, hora me odeio, é tudo tão complicado. Mas nem é por pressão dos outros, até porque ninguém me pressiona pela minha aparência (graças a Deus) mas eu sim. Eu tento mudar pra mim, para me sentir melhor, para me senti aceita, mas parece que nunca dá certo...
    Adorei o texto! Aliás, adoro todo os seus textos!
    Beijos!

    http://tempestarei.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Beatriz! Muito obrigada pelos elogios! E fico muito contente por gostar dos meus textos ♥ Sobre sua autoestima: espero que ela melhore e não tenha mais altos e baixos, apenas altos. Dessa forma, não será necessário mudar "para si".
      Beijinhos da Bru!

      Excluir
  5. Guria, JÁ PODE FAZER UM LIVRO, como você é ótima com textos :O
    Nossa gostei muito.
    Você faz bastante textos?
    Muito sucesso na vida, um beijão <3
    www.falaguriablog.com.br | Portfólio


    Agora eu tenho um canal no YouTube, vem conhecer, e se gostar, deixa aquele like e se inscreva no canal: Canal Fala Guria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Julia! Hahahah muito obrigada, guria(também é gaúcha? HAHAH)! E sim, escrevo bastante textos, só fuçar aí blog que tu acha HAHAHAH
      Beijinhos da Bru! ♥

      Excluir
  6. Complemento, vicia sim e a gente quer doar esse tipo de vício para todos que são escravos de amores externos para preencher o vazio que não são capazes de preencher sozinhos...

    Lindo Texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Giovana, muita gente não consegue se preencher sozinho, mas é totalmente compreensível, né? No mundo em que vivemos, entendo mais quem não se ama, do que quem se ama. Mas admiro muito mais a segunda HAHAH
      Obrigada, beijinhos da Bru!

      Excluir
  7. Adoreeei!! Eu precisava (e Preciso) Muito ler isso. Parabéns pelo texto maravilhoso! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Gabii! Leia quantas vezes forem necessárias, até esse amor próprio florescer!
      Beijinhos da Bru! ♥

      Excluir
  8. Muito bom o seu texto!!! Sim é isso que acontece muitos buscam a aceitação dos outros... Outros procuram estar dentro dos "padrões". Gostei muito de vc! Da sua escrita...
    Gostei tanto que já estou curtindo e seguindo. Sucesso linda! bjs
    www.pilateandosonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Ciana! Muito obrigada, e sim, isso acontece com mais gente do que imaginamos!
      Obrigada por seguir e acompanhar!
      Beijinhos da Bru ♥

      Excluir
  9. Sou menino (ou quase isso, haha) e amei o texto♥ Um dos problemas do mundo é realmente essa crítica toda sobre como devemos nos vestir, estar e demonstrar nossa felicidade. É um texto encorajador e crítico sem ser grosseiro. Eu amei.

    Seu blog é um amor♥

    MEU BLOG: http://goo.gl/MIvLo2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Quase isso" HAHAH adorei! E sim, esse é um problema com o qual já me deparei e assisto muitas meninas esbarrando na mesma mureta de preconceitos. Mas ela é baixinha, depois que a gente aprende a erguer a perna e passar por cima, é tão colorido do outro lado!
      Fico muito contente que tenha amado, e que não tenha sido grosseiro ♥
      Beijinhos da Bru!

      Excluir
  10. Aloooo, Bru! Brotei do além novamente ehauehayhe
    Adorei o texto, muito encorajador pra muitas pessoas que conheço (em algumas situações, até pra mim mesma!), pretendo divulgá-lo o quanto puder, tanto o texto quanto a ideia em si. A perfeição está nos olhos de quem a enxerga, mas quem enxerga de verdade? Todos vemos, mas nem todos enxergamos. Todos pensamos, mas nem todos refletimos. É uma questão de ideologias individuais, eu posso considerar o brócolis indispensável, mas e aí? Caio de boca na batata frita! Ou algo que realmente faz peso na minha vida: o vegetarianismo.
    Inúmeras pessoas apontam o dedo pra mim dizendo que aquela ou essa ou qualquer outra é a forma perfeita de viver, menos a minha. E então? O que posso fazer? Continuar a brincar com os peixes, os porcos, as aves e todos os animais com o devido respeito que eles merecem, mas continuar a consumi-los? Sinto muito, mundo. Não sirvo pra isso aheuaheyha
    Provavelmente entrei em outro assunto que não o referente ao texto, mas enfim heuheuah
    Adorei, adorei como sempre! Essa sua atitude me inspira, garota! :3
    Abraços e paz para nós!♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Liiiiiiz, achei que tinha me deixado :'( HAHAH ♥
      Sobre tu ser vegetariana: acho muito nobre, sem mas. E sim, é tudo questão de ideologia. Se tem uma coisa que concordo, de toda forma, é que sim: a beleza está nos olhos de quem vê. O que para mim é bonito, pra ti pode não ser, e vice versa, né?
      Sim, entrou em outro assunto, mas a graça é essa, linda, a gente poder conversar sobre várias coisas, um assunto abre porta para outro, e sinta-se livre pra fazer isso sempre!
      Muito obrigada, e fico "felizona" que te inspire!
      Beijinhos da Bru, paz sempre! ♥

      Excluir
  11. Amei esse texto, super me identifico!
    Você escreve muito bem, parabéns!
    Beijos.
    tudoglamm.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Priscilla, beijinhos da Bru!

      Excluir